Oxidação Térmica

Redução das emissões de COV através da sua oxidação em CO2 e H2O com a produção de energia térmica. A oxidação é realizada numa câmara de combustão com temperaturas superiores a 750 ºC.
Na presença de COV halogenados, observa-se a produção de ácido clorídrico e cloro livre, os quais têm de ser removidos através de um sistema de absorção.

Termo combustores regenerativos

  • Exploração da capacidade de absorção, em material cerâmico, do calor gerado na combustão, para aquecimento da corrente gasosa que entra na unidade de tratamento
  • Eficiência de recuperação térmica superior a 95%
  • Para concentrações de COV superiores 2 g/Nm3 o processo é auto sustentável, não sendo necessário a utilização de combustível auxiliar, com redução dos custos operativos

Termo combustores recuperativos

  • A unidade recuperativa possui um permutador de calor (recuperador) que permite pré-aquecer a corrente a tratar, com redução dos custos operativos
  • Eficiência de recuperação térmica até 65%
  • Possibilidade de recuperação adicional de energia térmica através de um permutador de calor na exaustão

Termo combustores catalíticos

  • Utilização de um catalisador, que permite acelerar a velocidade das reações químicas diminuindo a temperatura de oxidação para os 200-400 ºC
  • Utilização de um permutador de calor que permite pré-aquecer a corrente a tratar
  • Oxidação catalítica limitada pela presença de inquinantes que podem danificar o catalisador
  • Possibilidade de recuperação adicional de energia térmica na exaustão